Blog

10 SINAIS DE QUE ESCOLHEU O AGENTE ERRADO

Está a vender o seu imóvel mas não tem a certeza de que esteja a trabalhar com o melhor Agente Imobiliário? Então este artigo é para si. O Agente Imobiliário certo é fundamental na mais-valia e segurança que vai ter na venda. A promoção correta, a estratégia de negociação certa, a experiência e o rigor jogam a seu favor e representam muitos euros na hora de assinar a escritura de venda.

10sinaisagenteerradoJPG_20180413.jpg

Fique a saber quais os 10 sinais que lhe poderão indicar uma má escolha no Agente Imobiliário que o representa:

1- Falta de comunicação. Nunca mais lhe disse nada!! Nem uma palavra! Não sabe se existem muitos ou poucos pedidos sobre o seu imóvel, não sabe o feed-back que outros profissionais do ramo deram sobre o preço, não sabe que ações de marketing têm sido feitas…

2- Falta de confiança. Sente que jamais lhe passaria pela cabeça entregar a chave do seu imóvel a esse Agente. Não conhece o seu histórico, a sua formação ou o seu carácter… Na verdade nem sabe bem onde vive ou se tem outras atividades e interesses.

3 – Excesso de conversa. Quando estão em contacto apenas o Agente fala. Você ainda nem teve a oportunidade de dizer porque comprou o imóvel que agora quer vender ou porque razão pretende vendê-lo.

4 – Falta de experiência. O Agente não conhece bem a zona onde atua, não tem noção do mercado, não conhece a concorrência, não entende o processo de venda ou tem demasiados imóveis e de características muito distintas em carteira… tudo péssimos sinais.

5 – Falta de sinergias. Trabalha sozinho ou numa pequena agência e por isso não tem com quem partilhar as informações e negócios que obtém. Este é um negócio que se alimenta da circulação rápida e transparente de informação, por isso Agentes que trabalham em pequenas unidades têm extremas dificuldades em conseguir bons negócios e sujeitam-se ao mercado local ou influências pessoais que, normalmente, atraem compradores/investidores dispostos a pagar menos.

6 – Excesso de pressão para baixar o preço. Ainda não mostrou nada nem documentou aquilo que diz, mas, no entanto, a cada chamada ou email que envia refere “que o imóvel está caro”, aconselhando a que baixe o preço.

7 – Falta de ferramentas. Não têm ao seu dispor o básico para conseguir um bom negócio. Usa um email da gmail ou do sapo, o que quer dizer que muito provavelmente não terá acesso a um MLS ou CRM eficaz; não tem placas, ou se as têm fixa-as num arbusto ou prende-as com arames; não tem um escritório central; não tem apoio jurídico ou processual permanente; não participa em feiras e eventos; não apresenta (apesar de dizer que tem) provas dos acordos de exportação para portais agregadores de imóveis nacionais e estrangeiros…

8 – Parece desesperado. Fica eufórico quando lhe anuncia a marcação de uma visita e entra em depressão quando os compradores dizem que não gostaram do imóvel. Pressiona colegas e compradores para ofertas baixas que depois lhe apresenta constantemente, partilha o seu imóvel nas redes sociais como "grande oportunidade" ou "excelente negócio"...

9 – Não sabe negociar. Pode perceber que não contratou o melhor Agente se este aceitou de imediato baixar a comissão que pediu inicialmente para trabalhar consigo, ou se aceitou o preço de venda “por cima” que lhe deu sem fazer um Estudo de Mercado. Um Agente que não defende os seus próprios interesses, e cede facilmente, vai, muito provavelmente, falhar quando chegar a altura de defender os interesses do proprietário que representa.

10 – Não existe online. Procure por esse Agente no Google ou noutro motor de busca. Use o email que lhe deu no Facebook ou no Linkedin e veja o que lhe aparece… no mundo atual quem não é uma opção credível online não existe.

©RealtyArt SA - texto de Paulo Silva